Clã de ciganos que agrediu enfermeiros no S. João ameaçou de morte agente da PSP

A polícia já identificou maioria dos 10 atacantes de enfermeiros no Hospital de São João, no Porto.

Um dos cerca de 10 membros do clã familiar que, na terça-feira à noite, fugiram do Hospital de S. João, no Porto, depois de agredir dois enfermeiros e outros quatro funcionários de serviço nas urgências, ameaçou de morte o polícia que os perseguiu. Após a tentativa de atropelamento falhada, um dos agressores apontou o dedo ao agente prometendo que lhe ia “dar um tiro na cabeça”.

Fonte: JN

Comentários