Durante a descolagem que levava Lula da Silva do aeroporto de Congonhas para Curitiba ouviu-se: “Leva e não traz nunca mais!”. Inicialmente, pensava-se que tinha sido o controlador aéreo.

Controlador aéreo e piloto trocavam mensagens de voz sobre a autorização de descolagem quando se ouviu: “Leva e não traz nunca mais!”. O voo que se preparava para descolar levava o ex-presidente brasileiro, Lula da Silva, do aeroporto do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, para Curitiba, depois de se ter entregue às autoridades, conforme noticiou a publicação brasileira Veja.

Inicialmente, pensou-se que a frase tivesse sido dita pelo controlador aéreo, mas a Força Aérea Brasileira veio desmenti-lo em comunicado. Nega que tenha sido o controlador aéreo, mas confirma que a frase tenha acontecido.

O comunicado da Força Aérea Brasileira acrescenta que “a frequência utilizada para essas comunicações aeronáuticas é aberta, por isso quem estiver conectado pode ouvir e falar”. Mas deixa como nota que “as regras de tráfego aéreo orientam que os usuários se identifiquem, o que evidentemente não ocorreu neste caso”. Mas não foi o único momento em que a regras não foram cumpridas, conforme noticiou O Globo. Ainda antes do avião aterrar ouviu-se mais uma comunicação: “Manda este lixo janela abaixo aí”.

— Vamos falar só o necessário. Temos muito trabalho aqui. Vamos respeitar o nosso trabalho. Obrigado.

— Eu respeito, mas manda este lixo janela abaixo aí.

— Pessoal, a frequência é gravada e pode ser usada contra a gente, então mantenham a fraseologia padrão na frequência, por gentileza.

Fonte: Observador

Comentários