Pais queixam-se das condições em que os filhos recebem tratamentos no Hospital S. João e no Joãozinho. Unidade garante que tem feito melhorias.

A quimioterapia pediátrica em ambulatório do Hospital de S. João, no Porto, está a ser feita num corredor. Esta é uma das muitas queixas que os pais das crianças com doença oncológica apontam ao serviço e que já fizeram chegar à Administração do Centro Hospitalar.

A falta de condições estende-se à unidade do Joãozinho, para onde as crianças são encaminhadas quando têm de ser internadas. E que funciona há quase dez anos em contentores, fora do edifício central do hospital. Apesar das condições, os pais entendem que os profissionais de saúde tudo fazem para dar o melhor tratamento às crianças.

Fonte: JN

Comentários