Eduardo Cabrita culpou as “condições meteorológicas absolutamente excecionais”.

O ministro da Administração Interna esteve esta quinta-feira a falar sobre a situação dos incêndios em entrevista à TVI e negou falhas no combate aos fogos deste verão.

Para o ministro, o incêndio em Monchique deve-se às “condições meteorológicas absolutamente excecionais” e nada tem a ver com a atuação do Governo que não cometeu, aos olhos de Cabrita, qualquer falha como tem vindo a ser acusado. Além de negar falhas, Eduardo Cabrita sublinhou ainda, com fortes elogios, o “empenho e capacidade de articulação” das autarquias locais, GNR, estruturas de Segurança Social e Proteção Civil.

Eduardo Cabrita focou-se no facto de não terem havido perdas humanas, assim como Costa na passada quarta-feira que fez um balanço positivo dos incêndios.

Confrontado com as críticas da presidente da Câmara de Silves, Rosa Palma, de que houve falhas de comunicação e coordenação, o ministro desvaloriza e afirma que esta foi “permanentemente acompanhada” e que “compreende a angústia natural”.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *