Americana apanhada a mentir sobre Cristiano Ronaldo

As contradições no depoimento da ‘víti**’ de Cristiano Ronaldo. O caso é muito polémico para Cristiano Ronaldo, e está a deixar o seu nome envolto em grandes dúvidas. No entanto, muitas pessoas continuam a presumir a sua inocência, até porque a alegada vít**a Kathryn Mayorga deixa algumas dúvidas.

A ex-modelo aceitou um acordo de confidencialidade no valor de 375 mil dólares americanos, em janeiro de 2010, para se manter em silêncio, e oito anos depois, volta ao caso, e Cristiano Ronaldo pode mesmo estar em problemas.

Porém, o próprio depoimento da agora professora deixa algumas dúvidas, por conter algumas possíveis contradições, sobre a noite da alegada violação.

A jovem, que na altura trabalhava na discoteca, aceitou subir para o quarto de hotel, convidada, supostamente, por Cristiano e amigos para irem para o jacuzzi. Mas foi no quarto, com Cristiano que tudo teria acontecido.

A jovem teria ido trocar de roupa, para ir para o jacuzzi, quando teria sido abordada por Ronaldo. O jogador teria pedido para ela lhe tocar no pénis, o que ela teria recusado e perante essa recusa, ele teria dito que ela só poderia sair do quarto se o beijasse, o que ela teria feito.

Depois do beijo, o jogador teria ficado mais agressivo, relembra a ex-modelo, momento em que um amigo de Ronaldo teria entrado no quarto e perguntado: “O que é que estão a fazer?“.

Nesse momento, Kathryn teria aproveitado para se vestir, mas o que teria levantado dúvidas à polícia foi mesmo como é que a jovem percebeu a interação entre Ronaldo e amigo, os dois portugueses, e ela americana. ‘Será que eles falaram em inglês?’, perguntou-se a polícia.

Depois, o comportamento de Kathryn, após o alegado ataque, também foi suspeito, uma vez que a jovem “estaria em transe”, de acordo com as descrições, e foi para o jacuzzi com Ronaldo, juntar-se aos outros amigos.

Na altura, Jordan teria estranhado a reação da amiga e teria perguntado se estava tudo bem, ao que Ronaldo teria respondido: “Está tudo bem. Somos amigos”.

Certo é que, independentemente do que tenha acontecido naquele quarto, Kathryn não se queixou logo e ainda foi para o jacuzzi socializar com as restantes pessoas, uma reação que muitos acham estranha, para quem alega ter sido viola**, momentos antes, e que está a gerar alguma confusão durante a investigação.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *