Uma diplomata sul-africana de 60 anos, colocada na embaixada deste país em Lisboa, atacou um cabo da GNR no posto fiscal do Aeroporto Humberto Delgado, na capital.

O militar tentou-lhe revistar a bagagem e a mulher, não gostando desta decisão, mordeu o homem para o tentar impedir de prosseguir com a revista, conta o Correio da Manhã.

O episódio aconteceu na segunda-feira de manhã, quando a mulher chegava ao aeroporto Humberto Delgado de um voo proveniente da África do Sul.

Quando foi abordada pelos inspetores alfandegários para uma revista à bagagem, que foi descrita como “aleatória”, a mulher alegou racismo e recusou-se a mostrar a bagagem.

Depois disso foi encaminhada para o posto da GNR do aeroporto onde, invocando o seu estatuto da embaixada, recusou a revista.

Como conta o Correio da Manhã, esse estatuto só pode ser invocado em caso de transporte de correio diplomático. Perante a insistência da GNR para lhe revistar a bagagem a mulher agrediu o militar à dentada.

O militar foi assistido no hospital por ferimentos na cara, braço e mão. A mulher foi sujeita a termo de identidade e residência e libertada ao abrigo da imunidade diplomática.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *