Quem vota a favor?, perguntou Ferro Rodrigues. PSD, CDS e PCP votaram por bancada, mas os deputados do PS dividiram-se: o líder parlamentar, Carlos César, levantou-se para apoiar a redução do IVA das touradas para 6%, e com ele levantaram-se mais 42 deputados socialistas.

Foi nesse momento que se ouviu distintamente no Plenário um toque de entrada de touros, como se o Hemiciclo fosse o Campo Pequeno. A música vinha de uma das bancadas e provocou o riso de muitos dos deputados e até do presidente da Assembleia. Mas nem todos se aperceberam de onde vinha o som. O responsável foi o deputado do PSD Luis Campos Ferreira, eleito por Viana do Castelo.

No momento em que Carlos César se levantou e olhou para trás, para ver quantos na sua bancada apoiavam a polémica proposta socialista de alteração ao Orçamento – feita à revelia do Governo e da direção do PS -, Campos Ferreira simulou o comentário de uma corrida de touros: “Aí está o Grupo de Forcados do Largo do Rato. Vai dar entrada o touro!”

E pontuou a ironia com um sonoro “Olé!”, e com esta música, emitida através do seu telemóvel.

No final, depois de aprovada a proposta, foram muitos os deputados de várias bancadas que, nos corredores, cumprimentaram entre risos o parlamentar do PSD.

Questionado pelo Expresso sobre a sua original forma de intervenção parlamentar, Campos Ferreira considerou que “António Costa, habituado a tourear a oposição, foi desta vez toureado pelo seu líder parlamentar. Foi uma chinquelina de César a Costa.”

Fonte: Expresso

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *